Mel Casa do Barqueiro, no Alto Minho

MEL CASA DO BARQUEIRO TEM APIÁRIOS EM VIEIRA DO MINHO E EM PÓVOA DE LANHOSO.

Fatos Ventilados

SURGIU DE UMA INICIATIVA DE TRÊS AMIGOS QUE DECIDIRAM APOSTAR NA APICULTURA

14642957_345496192463711_1186517973_n

À conversa com Martinho Dias, um dos 3 sócios do MEL CASA do BARQUEIRO, conhecemos um pouco mais deste projecto recente, mas já com  frutos dados e com alicerces para o próximo passo.

14572501_345496359130361_21005663_o

ROTEIROSEVENTOS R.E. –  Como surgiu a ideia de iniciar a atividade na apicultura? Já havia alguma experiência anterior?

MARTINHO DIAS M.D. – A ideia da prática da atividade na área apícola, surgiu da conversa entre três amigos, um dos quais já com uma experiência considerável na apicultura. De entre várias alternativas de investimento agrário, considerámos a apicultura uma actividade bastante produtiva e aliando ao facto de um dos colegas já possuir um conhecimento prático alargado, foi fundamental no momento da decisão.

unnamed

 Posto isto, decidimos apresentar um pedido de apoio no âmbito do PRODER, na Ação 1.1.3 – “Instalação de Jovens Agricultores. Este projecto obteve a sua aprovação em Dezembro de 2014.

APIC

R.E. – Como foi a colheita deste ano?

M.D. – Uma vez que se trata de um actividade iniciada recentemente e dado que um dos nossos objectivos incide em fazer desdobramentos, considerámos a colheita deste ano relativamente baixa, comparativamente à produção média estimada.

mel

R.E. –  Quantas colmeias possui e qual a média de produção?

M.D. – Neste momento possuímos um total de 60 colmeias. Quanto à média de produção, para o ano civil de 2015 foi de aproximadamente 15 Kg por colmeia. Esta reduzida produção, é justificada pelo facto de estarmos a fazer desdobramentos (enxames) para posterior aumento do número de colmeias.

R.E. –  Além do mel, produzem outros produtos da colmeia?

M.D. – Atualmente o mel, é o único produto que produzimos. No entanto, futuramente pretendemos produzir outros tipos de produtos apícolas, tais como: cera, própolis, pólen.APICU

R.E. – Quais as características e floras do mel da região?

A nossa atividade apícola, encontra-se dispersa por 5 apiários geograficamente localizados nas Terras Altas do Minho. Cada um destes apiários, confronta-se com características edafo-climáticas e de flora diversificada. Quatro dos apiários encontram-se distribuídos nas regiões de Salamonde e Ruivães pertencentes ao concelho de “Vieira do Minho”. O quinto apiário encontra-se localizado no concelho de “Póvoa de Lanhoso”. Qualquer uma das regiões apresentadas, rege-se por flora apícola abundante, com predominância das Ericáceas, como é o exemplo da Urze, muito importante na flora melífera desta região. Este tipo de flora melífera regional confere ao nosso mel uma cor acentuadamente escura, o que o torna particularmente rico em alguns sais minerais, apresentando níveis de cristalização médios e regulares.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s